Pular para o conteúdo principal

Qual é a sua marca?



As tiras do Adão Iturrusgarai trazem sempre uma grande sacada, hoje em dia vivemos o tempo das grandes marcas, tempo das tvs de lcd, tempo da globalização. Não que essas coisas sejam negativas, mas será que damos a importância necessária? Acredito que se não pararmos para refletir sobre qual rumo nossas vidas e nossa sociedade está levando, a Terra fará com que façamos essa reflexão de uma forma ou de outra. Pois na vida ou aprendemos pela inteligência [amor] ou pela dor! Ótima terça!

Comentários

FOXX disse…
adorei!!!!
É a era dos rótulos, até as pessoas são rotuladas.

Bjs
Sandra Timm™ disse…
As tiras do Adãozinho me matam de vergonha...

A mãe dele era minha professora na faculdade de Belass Artes e um dia, numa festa por lá, ele me pegou no banheiro... ahn... transando com um amigo! rsrsrsrs

Até hj eu lembro disso sempre que vejo uma tira dele...

¬¬
Anônimo disse…
Em minha calça esta grudado um nome que nao é meu de batismo ou cartorio.
um nome estranho.
meu blusao tras lembrete de bebida que jamais botei na boca nesta vida.
Em minha camiseta a marca de cigarro que nao fumo e ate hj nao fumei.
... Meu isso meu aquilo desde a cabeça ao bico dos sapatos. Sao mensgens, letras falantes que fazem de mim homem anuncio itinerante. escravo da materia anunciada
Estou na moda. É doce estar na moda ainda que a moda seja negar a minha identidade
Agora sou anuncio, ora vulgar ora bizarro. Em lingua nacional ou em qualquer lingua. Qualquer principalmente. E nisto eu me comprazo Tiro gloria te toda minha anulaçao. onde terei jogado fora todo meu gosto e capacidade de escolher
Por me ostentar assim orgulhoso de serr nao eu mas artigo industrial, peço que meu nome retifiquem. Já nao me convem mais o titulo de homem. Meu nome novo é coisa
Eu sou a coisa. Coisamente.

eu etiqueta Carlos Drummond de Andrade
Babi Mello disse…
Tomara que aprendemos pelo amor. Minha Marca, percepções da vida.
Bj!
byfranzao disse…
Pois eh....vai ter muito 'neguinho' comido pelo jacaré.
Mariposo-L disse…
é amigo certíssimo, mas acho que o ser humano está mais propenso a aprender pela dor .....
DO disse…
Adorei esta tirinha,Rodrigo. E vc está certíssimo. Abraços!
Amanda disse…
tirinha inteligente heheheh
blog super interessante :)
Lou disse…
Ai, faz tempo que não saio pra dançar. Tô precisando!
Bjim!

Postagens mais visitadas deste blog

Apego

Um dia, o Buda estava sentado na floresta com alguns monges. Eles tinham acabado de almoçar e já iam começar um compartilhamento sobre o Dharma quando um fazendeiro se aproximou deles. O fazendeiro disse: “Veneráveis monges, vocês viram minhas vacas por aqui? E tenho dezenas de vacas e elas fugiram. Além disso, eu tenho cinco acres de plantação de gergelim e este ano os insetos comeram tudo. Eu acho que vou me matar. Eu não posso continuar a viver assim”.
O Buda sentiu forte compaixão pelo fazendeiro. Ele disse: “Meu amigo, me desculpe, não vimos suas vacas vindo nessa direção”. Quando o fazendeiro se foi, o Buda se voltou para seus monges e disse: “Meus amigos, sabem por que vocês são felizes? Porque vocês não têm vacas para perder” Buda era contra bens materiais? Não! Ele queria  apenas que não fôssemos apegados a elas! Devemos viver no mundo mas sem precisar dele, conviver, amar as pessoas, sem dependência, viver o agora sem expectativas pelo futuro, deixar o passado e viver a etern…
"Você só se harmoniza com as leis da prosperidade quando pode se libertar do medo da pobreza que faz você perseguir o dinheiro e colocá-lo em primeiro lugar, o que pode, durante uma fase da sua encarnação até fazer com que você acumule alguma coisa, mas não significa que a prosperidade lhe visitou. Porque ter coisas não significa ser próspero. O fato de você ter não significa que se harmonizou com as leis da abundância. É possível que a prosperidade e a abundância te visitem apenas se você se libertou do medo da escassez e experienciou a plenitude. Então, todo o tesouro do universo está a sua disposição, mas você não se apega a nada porque sabe que não é seu; apenas está ali para você usar e servir ao propósito divino. Essa é a verdadeira riqueza e a grande sabedoria: Você usufruir das belezas do mundo, mas não ser escravo dele". 
Sri Prem Baba
---
Segunda começo um novo ciclo, estou de trabalho novo. Muito bom ter seu currículo reconhecido e na primeira entrevista depois do úl…

Estar junto não é estar presente!

Estar junto não é o mesmo de estar presente, porque pode-se estar longe e se fazer notar, pode-se não se ver e se fazer sentir.
Se fazer presente é algo que está nos detalhes. Uma ligação fora de hora, uma mensagem no meio da madrugada, o carinho na voz, uma visita surpresa, todos pequenos detalhes que somados fazem a grande diferença.
Mas cada um é o que é, sabe o que sabe, ninguém pode cobrar nada de ninguém, esses detalhes devem ser  espontâneos e não exigidos! Por isso que amor não se declara, mas se demonstra. Enfim, Next! E roda da vida não para de girar..
Ótimo domingo!