Pular para o conteúdo principal

Nada é o que acontece...é como você o que acontece...


Conta a lenda que os alquimistas da Idade Média eram pessoas capazes de transformar o chumbo em ouro: belo trabalho, se você conseguir! De certo modo, todos nós precisamos ser alquimistas para ver além das aparências superficiais. Nosso desafio cotidiano consiste em enfrentar situações que parecem infelizes – perder o avião, acidentes de carro, divórcios, garçons mal-educados – e transformá-las em intervalos felizes. Isso significa que você deve rezar para quebrar a perna? Não, mas se tal coisa acontecer, trate de encontrar uma oportunidade dentro do “desastre”.

Aí você pergunta: “que bem isso pode me fazer?”… E eu respondo: você passa a viajar no ônibus da vida ao invés de empurrá-lo… À medida que você para de reagir com pavor ante o inesperado, torna-se mais equilibrado e passa para uma posição de poder.

Enquanto você acreditar que alguma coisa em sua vida é um desastre, isso resultará num desastre contínuo.
Digamos que você se divorciou recentemente e imagina que sua vida está arruinada. Enquanto acreditar nisso, será assim. Digamos que você é demitido aos 50 anos e chega à conclusão de que o seu tempo já passou. Enquanto acreditar nisso, assim será.

Ou seja: enquanto a sua atitude for negativa, você não fará nada para melhorar de vida… Enquanto você enxergar somente o desastre, atrairá mais desastres… Os acontecimentos se darão conforme as suas expectativas. Mas, no minuto que você mudar de crença sobre a situação, seus pensamentos diferentes atrairão pessoas diferentes e novas oportunidades…

A vida deve ser divertida! Os pássaros acordam todos os dias cantando. Os bebês riem sem nenhum motivo. Observe os golfinhos, os cachorros… quem disse que a vida não tem graça? O universo é brincalhão. Se você herdou a idéia de que a vida não foi feita para ser divertida, compreenda o que isso significa: é apenas uma crença da qual você pode descrer.

Em poucas palavras: os “desastres” da vida não são propriamente desastres, são situações que esperam que você mude de atitude.

(texto de Andrew Matthews no livro “Siga seu coração”) http://migre.me/R6m

Comentários

Cara do Blog disse…
interessante...
se for para para pensar, acontece quendo mais imaginamos que poderia acontecer.

Saudades de vc!

tenho um selo e um desafio pra vc
http://caranoblog.blogspot.com/2009/05/um-pensamento-um-desafio-e-um-selo.html

BEIJÃOOOO
Mauri Boffil disse…
Ou a mudança ou o sofrimento eterno.. prefiro a mudança.
beijos
Lou disse…
Pois é. Nem sempre é fácil, mas depende de que ângulo a gente vê as coisas.
Beijos e ótima semana...
P.S.: sorte sua que não foi ver "I love you, man". Um lixo.
Dany disse…
É a maior verdade mesmo... acho q pensamento negativo atrai coisa ruim. E acho que meu irmão deveria muito ler esse texto, pq ele é o pessimismo e o mau-humor em pessoa.
Não sei como uma pessoa pode ser tão infeliz, tendo saúde, família unida e feliz, emprego, amigos e paz.
Aff...
Bjos
Tom disse…
Eu devia pensar mais nisso... obrigado pela pérola de sabedoria, grande mestre! ^^
Deixar de ser reclamão, JÁ!!!
Abraço!
Mônica disse…
Pois é. Quando a gente não enxerga as coisas por bem, vem algo e nos faz enxergar por mal. Pensamentos e atitudes positivas fazem as coisas acontecerem.

Bjs
FOXX disse…
"no minuto que você mudar de crença sobre a situação, seus pensamentos diferentes atrairão pessoas diferentes e novas oportunidades…"


sinceramente, não acredito nisso
DO disse…
Tem toda razão,Rodrigo. Espero conseguir fazer isto um dia.

Grande abraço!!
fire disse…
muchisimas gracias pro tu visita en mi espacio...
te felicito por tu blog...
saludos..¡¡¡
Rodrigo Brower disse…
Fox a questão não é de crença, pq não é uma filosofia ou uma religião, mas de experiência, de experimentar, isso realmente acontece..acontece com todo mundo..alguns em maior número, alguns conscientes..=D
Gay Alpha disse…
Realmente! Tens razão! Nessa vida quase tudo é uma questão de experiência! Gostei! Hugzzzz!!!
byfranzao disse…
É o pensar positivamente positivo é o q faz a diferença aparecer mais rápido.......bjocas
Márcio Dadox disse…
Passando para agradecer pelas palavras... precisava ler isso hoje!! Grande abraço!

Márcio Dadöx

Postagens mais visitadas deste blog

Apego

Um dia, o Buda estava sentado na floresta com alguns monges. Eles tinham acabado de almoçar e já iam começar um compartilhamento sobre o Dharma quando um fazendeiro se aproximou deles. O fazendeiro disse: “Veneráveis monges, vocês viram minhas vacas por aqui? E tenho dezenas de vacas e elas fugiram. Além disso, eu tenho cinco acres de plantação de gergelim e este ano os insetos comeram tudo. Eu acho que vou me matar. Eu não posso continuar a viver assim”.
O Buda sentiu forte compaixão pelo fazendeiro. Ele disse: “Meu amigo, me desculpe, não vimos suas vacas vindo nessa direção”. Quando o fazendeiro se foi, o Buda se voltou para seus monges e disse: “Meus amigos, sabem por que vocês são felizes? Porque vocês não têm vacas para perder” Buda era contra bens materiais? Não! Ele queria  apenas que não fôssemos apegados a elas! Devemos viver no mundo mas sem precisar dele, conviver, amar as pessoas, sem dependência, viver o agora sem expectativas pelo futuro, deixar o passado e viver a etern…

Estresse - Osho

Todas as metas pessoais são neuróticas. O homem sintonizado com a essência das coisas consegue entender, sentir que: "Eu não sou separado do todo, e não há necessidade de estar elegendo e procurando concretizar algum destino por mim conta. Os fatos estão acontecendo, o mundo continua girando - chame isso de Deus...   Ele está fazendo coisas. Elas acontecem por vontade própria. Não há necessidade de que eu trave alguma luta, faça qualquer esforço; não há necessidade de que eu lute por coisa alguma. Posso relaxar e simplesmente ser"   O homem essencial não é um fazedor. O homem acidental é um fazedor. Por isso, o homem acidental vive naturalmente com ansiedade, tensão, estresse, angústia, sentado o tempo todo sobre um vulcão. Esse vulcão pode entrar em erupção a qualquer momento, porque o homem vive num mundo de incertezas e acredita que pode tomar as coisas como certas. Isso gera tensão em seu ser: lá no fundo ele sabe que nada é certo.
O Tarô Zen, de Osho: Carta - Estres…

108 contos e Parábolas Orientais - Por Monja Coen

Sou do tipo que ama andar na livraria esperando que algum livro me escolha, sempre acabo na parte de livros espiritualistas, zens, etc. Essa semana fui escolhido por 108  Contos e Parábolas Orientais, são contos Zens, chamados também de koans o Osho e o SatyaPrem sempre contam algumas dessas histórias, eu até anotava algumas em um caderno, por que são de uma reflexão tão profunda, que precisam sempre ser revisitadas. Agora a maioria delas em um único livro facilita bastante... A monja Coen explica que a partir dos principais nomes da tradição budista que ela faz parte (Soto Zen Budismo) reuniou os principais contos e acrescentou uma reflexão para cada uma delas. É um livro ótimo, mas sou suspeito nessa avaliação.
Bjs.