Pular para o conteúdo principal

Estar junto não é estar presente!

Estar junto não é o mesmo de estar presente, porque pode-se estar longe e se fazer notar, pode-se não se ver e se fazer sentir.
Se fazer presente é algo que está nos detalhes. Uma ligação fora de hora, uma mensagem no meio da madrugada, o carinho na voz, uma visita surpresa, todos pequenos detalhes que somados fazem a grande diferença.
Mas cada um é o que é, sabe o que sabe, ninguém pode cobrar nada de ninguém, esses detalhes devem ser  espontâneos e não exigidos! Por isso que amor não se declara, mas se demonstra. Enfim, Next!
E roda da vida não para de girar..

Ótimo domingo!

Comentários

Sandra Timm™ disse…
Ah, Rodrigo, como tenho sentido isso: pessoas junto que não estão presentes e pessoas longe que estão mais presentes do que nunca. Pessoas estranhas que se tornaram mais importantes que aquelas que pareciam ser amigas e aquelas que pareciam ser amores se omitindo....

Aí voc^cria o confronto... não há como não fazer uma comparação... e como é difícil arrancar esses espinhos....

Estou precisando queixar-me às rosas... mas que bobagem...

Enfim... conclusões difíceis, porque é difícil ver quilo que não gostaríamos de ver....

Mas sempre chega a hora. Acho que a minha chegou.

Obrigada pelo lindo post.

Beijo
Rodrigo Brower disse…
Nossa eu que agradeço o comentário tão sincero Sandra! Essas conclusões realmente doem, mas qto mais demoramos pior a dor..Bjs linda!
Dany disse…
Super me identifiquei com o post e adorei o que a Sandra citou acima! Acho que todos estamos passando pela mesma situação e o melhor antes de qquer coisa: é reconhecer que mesmo acompanhados, estamos sozinho... e isso não nos faz bem!
É fechar a conta, passar a régua e ir pro próximo bar (ou como vc mesmo disse, aquele velho barzinho de antes!).
;)

Bjos
Renato Orlandi disse…
É mesmo, por mais que desejamos isso, ou não, o tempo não volta, não é tão fácil se fazer presente de verdade, e não é voltando a algo que já não deu certo que acontecerá... a mudança é ainda mais complicada para acreditarmos tão cegamente... boa semana!
Mauri Boffil disse…
ai, ando sentindo isso...
mas prefiro não sentir...
e beber!
Einstein² disse…
Coisas assim estão quase que rotinárias em minha vida! Ai ai, que fazer?! Boa escrita brother! Bjão
Ale Danyluk disse…
Espontaneidade é tudo !!!!
E acaba servindo de termômetro pra gente se tocar na temperatura que anda o relacionamento presente ou futuro.
Só é duro esperar isso acontecer sem que haja cobranças...
E dá-lhe boas doses de paciência,

Mas vale a pena sempre.
Estamos torcendo Rô ...

Como vc mesmo disse: Amor não se declara, se demonstra. Vou fazer dessa sua frase , um mantra.

Bjo e bom feriado.
Lou disse…
A fila anda... Às vezes vira um círculo e volta...
Beijos
Anônimo disse…
http://prixviagrageneriquefrance.net/ achat viagra
http://commanderviagragenerique.net/ prix viagra
http://viagracomprargenericoespana.net/ viagra
http://acquistareviagragenericoitalia.net/ viagra acquistare
Rodrigo ..como eu precisava ler isso .....nesse momento da minha vida .....palavras que fazem a diferença..bjuuu

Postagens mais visitadas deste blog

Apego

Um dia, o Buda estava sentado na floresta com alguns monges. Eles tinham acabado de almoçar e já iam começar um compartilhamento sobre o Dharma quando um fazendeiro se aproximou deles. O fazendeiro disse: “Veneráveis monges, vocês viram minhas vacas por aqui? E tenho dezenas de vacas e elas fugiram. Além disso, eu tenho cinco acres de plantação de gergelim e este ano os insetos comeram tudo. Eu acho que vou me matar. Eu não posso continuar a viver assim”.
O Buda sentiu forte compaixão pelo fazendeiro. Ele disse: “Meu amigo, me desculpe, não vimos suas vacas vindo nessa direção”. Quando o fazendeiro se foi, o Buda se voltou para seus monges e disse: “Meus amigos, sabem por que vocês são felizes? Porque vocês não têm vacas para perder” Buda era contra bens materiais? Não! Ele queria  apenas que não fôssemos apegados a elas! Devemos viver no mundo mas sem precisar dele, conviver, amar as pessoas, sem dependência, viver o agora sem expectativas pelo futuro, deixar o passado e viver a etern…
"Você só se harmoniza com as leis da prosperidade quando pode se libertar do medo da pobreza que faz você perseguir o dinheiro e colocá-lo em primeiro lugar, o que pode, durante uma fase da sua encarnação até fazer com que você acumule alguma coisa, mas não significa que a prosperidade lhe visitou. Porque ter coisas não significa ser próspero. O fato de você ter não significa que se harmonizou com as leis da abundância. É possível que a prosperidade e a abundância te visitem apenas se você se libertou do medo da escassez e experienciou a plenitude. Então, todo o tesouro do universo está a sua disposição, mas você não se apega a nada porque sabe que não é seu; apenas está ali para você usar e servir ao propósito divino. Essa é a verdadeira riqueza e a grande sabedoria: Você usufruir das belezas do mundo, mas não ser escravo dele". 
Sri Prem Baba
---
Segunda começo um novo ciclo, estou de trabalho novo. Muito bom ter seu currículo reconhecido e na primeira entrevista depois do úl…