Pular para o conteúdo principal

Haiti



Pelo desastre no Haiti meus respeitos e vibrações de amor! Morte em massa sempre nos choca, mas que possamos emanar luz pelos que foram e pelos que ficaram.


---


"Um sujeito estava colocando flores no túmulo de um parente quando vê um  chinês colocando um prato de arroz na lápide ao lado. Ele se vira para o chinês e pergunta:

- Desculpe-me,  mas o senhor acha mesmo que o seu defunto virá comer o  arroz?

E o chinês responde:

- Sim, geralmente na mesma hora que o seu vem cheirar as flores!



"Respeitar as opções do outro "em qualquer aspecto" é uma das maiores virtudes que um ser humano pode ter.

As pessoas são diferentes, agem diferente e pensam diferente.
Nunca julgue. Apenas compreenda".

Bjs

Comentários

Ale Danyluk disse…
Rô, eu adoro seus posts, principalmente nessa fase em que você tem estado por aqui com muito mais frequência.
Bjoooooooooo

PS: Sem falar nas músicas....Dispensa comentários.

Ale
FOXX disse…
q Deus ajude essas pessoas!
Renato Orlandi disse…
ADOREI, sempre gosto quando os china dão uma lição de moral pra alguma pergunta idiota rs. MAS se não compreenderem, apenas respeite, acho que é o mínimo, o correto seria, cuide da sua vida. Enfim. Abração! :D
Rodrigo Brower disse…
Ale estava de férias..mas vou tentar manter o blog mais atualizado! =D
Mônica disse…
Essas mortes coletivas sempre nos deixam apreensivos e comovidos. Que esse povo possa se reerguer e superar as perdas.

Adoro a sabedoria chinesa.

Bjs
Pedro disse…
Complicada demais a situação do Haiti, mas tomara que consigam dar um jeito. Vamos torcendo...
Luzinha disse…
Oiii amigo twiteiroooo...
adoreiiii a msg...não conhecia...muitooo bonita
Luzinha disse…
Oiii amigo twiteiroooo...
adoreiiii a msg...não conhecia...muitooo bonita
Arthur Ferraù disse…
Essa história do Haiti me deixou muito triste. Vi alguns especiais na Globo News e chorei quando vi como era a situação no país. Muita pobreza! Muito triste e tocante!

Postagens mais visitadas deste blog

Apego

Um dia, o Buda estava sentado na floresta com alguns monges. Eles tinham acabado de almoçar e já iam começar um compartilhamento sobre o Dharma quando um fazendeiro se aproximou deles. O fazendeiro disse: “Veneráveis monges, vocês viram minhas vacas por aqui? E tenho dezenas de vacas e elas fugiram. Além disso, eu tenho cinco acres de plantação de gergelim e este ano os insetos comeram tudo. Eu acho que vou me matar. Eu não posso continuar a viver assim”.
O Buda sentiu forte compaixão pelo fazendeiro. Ele disse: “Meu amigo, me desculpe, não vimos suas vacas vindo nessa direção”. Quando o fazendeiro se foi, o Buda se voltou para seus monges e disse: “Meus amigos, sabem por que vocês são felizes? Porque vocês não têm vacas para perder” Buda era contra bens materiais? Não! Ele queria  apenas que não fôssemos apegados a elas! Devemos viver no mundo mas sem precisar dele, conviver, amar as pessoas, sem dependência, viver o agora sem expectativas pelo futuro, deixar o passado e viver a etern…
"Você só se harmoniza com as leis da prosperidade quando pode se libertar do medo da pobreza que faz você perseguir o dinheiro e colocá-lo em primeiro lugar, o que pode, durante uma fase da sua encarnação até fazer com que você acumule alguma coisa, mas não significa que a prosperidade lhe visitou. Porque ter coisas não significa ser próspero. O fato de você ter não significa que se harmonizou com as leis da abundância. É possível que a prosperidade e a abundância te visitem apenas se você se libertou do medo da escassez e experienciou a plenitude. Então, todo o tesouro do universo está a sua disposição, mas você não se apega a nada porque sabe que não é seu; apenas está ali para você usar e servir ao propósito divino. Essa é a verdadeira riqueza e a grande sabedoria: Você usufruir das belezas do mundo, mas não ser escravo dele". 
Sri Prem Baba
---
Segunda começo um novo ciclo, estou de trabalho novo. Muito bom ter seu currículo reconhecido e na primeira entrevista depois do úl…

Estar junto não é estar presente!

Estar junto não é o mesmo de estar presente, porque pode-se estar longe e se fazer notar, pode-se não se ver e se fazer sentir.
Se fazer presente é algo que está nos detalhes. Uma ligação fora de hora, uma mensagem no meio da madrugada, o carinho na voz, uma visita surpresa, todos pequenos detalhes que somados fazem a grande diferença.
Mas cada um é o que é, sabe o que sabe, ninguém pode cobrar nada de ninguém, esses detalhes devem ser  espontâneos e não exigidos! Por isso que amor não se declara, mas se demonstra. Enfim, Next! E roda da vida não para de girar..
Ótimo domingo!