Pular para o conteúdo principal

No dia 20 de dezembro, sábado, o cantor e compositor Jay Vaquer sobe mais uma vez ao palco do Tom Jazz para mostrar o seu “Formidável Mundo Cão”. O show vai misturar canções inéditas do último CD – como “Longe aqui” eBreve Conto do Velho Babão” – com músicas como “A Falta que a Falta Faz” e “Cotidiano de um casal feliz”.

Considerado um dos compositores mais singulares de sua geração e um dos melhores letristas do pop rock nacional, Jay amplia uma das características básicas de seu trabalho em “Formidável Mundo Cão: nas canções deste novo álbum, ele faz uma mistura de diário íntimo e crônica social. Afinadas com os tempos em que blogs e revistas de celebridade misturam o público e o privado a todo instante, suas canções falam das decepções amorosas – parte da biografia de qualquer ser humano – e também do cotidiano de um país maltratado pela corrupção e a falta de ética.

Contas-fantasmas de empresários corruptos andam lado a lado com os fantasmas que atormentam sua cabeça. Uma grande fossa pode virar pretexto para falar da hipocrisia gelada das altas rodas. Por outro lado, o comentário de um preconceito – espelho da incompreensão de uma sociedade inteira – pode servir para extravasar o sentimento íntimo de inadequação.

Formidável mundo cãoé o resultado desta crônica do século 21. Jay escreve como se estivesse postando um blog – ou, quem sabe, deixando um scrap no blog alheio. Os personagens anônimos das 12 faixas do novo disco – boa parte deles presentes no show - são quase arquétipos destes nossos tempos. Todos são patinhos-feios infelizes em sua solidão, apesar de estarem conectados a centenas de pessoas pela Internet, pela TV e revistas.



Eu vou! Vamos? Bjs

Comentários

Dany disse…
Parece ser um ótimo programa... se eu morasse aí, eu topava na hora!
;)
Sieger disse…
"Mas amei voce, mas amei voce, mas amei voce, pode agradecer."
Adoro essa musica
Jana disse…
Onde é que eu vivo que não conheço o ser?

beijos rs
DO disse…
Depois conta como foi...
Pedro disse…
Só conheço uma música dele, eu acho. Aquela do "pode ser uma criança ou um labrador". rs
Mariposo-L disse…
Rodrigo, estou passando aqui para deixar para você UM SUPER FELIZ NATAL, saude paz e amor a você e todos que ama !!!!

Um beijão !

e bom Show !
Camila disse…
Não conheço Jay Vaquer, mas fiquei louca pra conhecer porque gostei mesmo do que você disse aqui!

E curiosa que sou, irei procurar alguma coisa aqui na internet.

Andei meio ocupada nesses últimos dias, mas é muito bom ver que volcê voltou! Gosto muito do que leio aqui.

Beijo grande!

Postagens mais visitadas deste blog

Apego

Um dia, o Buda estava sentado na floresta com alguns monges. Eles tinham acabado de almoçar e já iam começar um compartilhamento sobre o Dharma quando um fazendeiro se aproximou deles. O fazendeiro disse: “Veneráveis monges, vocês viram minhas vacas por aqui? E tenho dezenas de vacas e elas fugiram. Além disso, eu tenho cinco acres de plantação de gergelim e este ano os insetos comeram tudo. Eu acho que vou me matar. Eu não posso continuar a viver assim”.
O Buda sentiu forte compaixão pelo fazendeiro. Ele disse: “Meu amigo, me desculpe, não vimos suas vacas vindo nessa direção”. Quando o fazendeiro se foi, o Buda se voltou para seus monges e disse: “Meus amigos, sabem por que vocês são felizes? Porque vocês não têm vacas para perder” Buda era contra bens materiais? Não! Ele queria  apenas que não fôssemos apegados a elas! Devemos viver no mundo mas sem precisar dele, conviver, amar as pessoas, sem dependência, viver o agora sem expectativas pelo futuro, deixar o passado e viver a etern…
"Você só se harmoniza com as leis da prosperidade quando pode se libertar do medo da pobreza que faz você perseguir o dinheiro e colocá-lo em primeiro lugar, o que pode, durante uma fase da sua encarnação até fazer com que você acumule alguma coisa, mas não significa que a prosperidade lhe visitou. Porque ter coisas não significa ser próspero. O fato de você ter não significa que se harmonizou com as leis da abundância. É possível que a prosperidade e a abundância te visitem apenas se você se libertou do medo da escassez e experienciou a plenitude. Então, todo o tesouro do universo está a sua disposição, mas você não se apega a nada porque sabe que não é seu; apenas está ali para você usar e servir ao propósito divino. Essa é a verdadeira riqueza e a grande sabedoria: Você usufruir das belezas do mundo, mas não ser escravo dele". 
Sri Prem Baba
---
Segunda começo um novo ciclo, estou de trabalho novo. Muito bom ter seu currículo reconhecido e na primeira entrevista depois do úl…

Estar junto não é estar presente!

Estar junto não é o mesmo de estar presente, porque pode-se estar longe e se fazer notar, pode-se não se ver e se fazer sentir.
Se fazer presente é algo que está nos detalhes. Uma ligação fora de hora, uma mensagem no meio da madrugada, o carinho na voz, uma visita surpresa, todos pequenos detalhes que somados fazem a grande diferença.
Mas cada um é o que é, sabe o que sabe, ninguém pode cobrar nada de ninguém, esses detalhes devem ser  espontâneos e não exigidos! Por isso que amor não se declara, mas se demonstra. Enfim, Next! E roda da vida não para de girar..
Ótimo domingo!