Pular para o conteúdo principal

Envolvimento...


Apaixonado mais uma vez...
Eu me envolvo, esse é um dos meus verbos, e acredito que isso seja muito bom! Vivo o momento, aprendo o máximo que posso, e sempre com o mínimo de expectativas. Porque aprendi que nada é pra sempre, que o futuro não existe, e o que conta é apenas o que vivemos agora! Por isso sou muito intenso nos meus sentimentos, não tenho medo de me apaixonar!
Que venha 2010! Talvez mantenha um amor duradouro, talvez tenha vários amores, mas uma coisa tenho certeza! Irei amar muito! Como sempre! Bjs


Comentários

Lú - RJ disse…
Viva intensamente essa paixão! E aproveite ao máximo! Abração!!!
Sandra Timm™ disse…
Que bom que vocẽ voltou!

Já percebi há alguns dias, fiquei surpresa e feliz, mas só hoje vim te dizer que é muito bom tê-lo de volta.

Que teu ano seja lindo e cheio de paixão. Que esse amor, que ora vives, seja cada dia mais intenso e se perdure loucamente em cada milímetro do teu corpo, do teu coração, do teu sentimento, da tua vida!

Beijo
Mônica disse…
O envolvimento é que dá mais sabor aos relacionamentos!!
Feliz 2010!!
Bjs
FOXX disse…
pois boa sorte meu caro
mta boa sorte!!!
Pedro disse…
E tem coisa melhor?
Mauri Boffil disse…
ai ai... viva o amor
lalalalala, lalalalala, lalalalala la la lala... tchururururum (minnie ripperton modo: off)

Postagens mais visitadas deste blog

Apego

Um dia, o Buda estava sentado na floresta com alguns monges. Eles tinham acabado de almoçar e já iam começar um compartilhamento sobre o Dharma quando um fazendeiro se aproximou deles. O fazendeiro disse: “Veneráveis monges, vocês viram minhas vacas por aqui? E tenho dezenas de vacas e elas fugiram. Além disso, eu tenho cinco acres de plantação de gergelim e este ano os insetos comeram tudo. Eu acho que vou me matar. Eu não posso continuar a viver assim”.
O Buda sentiu forte compaixão pelo fazendeiro. Ele disse: “Meu amigo, me desculpe, não vimos suas vacas vindo nessa direção”. Quando o fazendeiro se foi, o Buda se voltou para seus monges e disse: “Meus amigos, sabem por que vocês são felizes? Porque vocês não têm vacas para perder” Buda era contra bens materiais? Não! Ele queria  apenas que não fôssemos apegados a elas! Devemos viver no mundo mas sem precisar dele, conviver, amar as pessoas, sem dependência, viver o agora sem expectativas pelo futuro, deixar o passado e viver a etern…

Estresse - Osho

Todas as metas pessoais são neuróticas. O homem sintonizado com a essência das coisas consegue entender, sentir que: "Eu não sou separado do todo, e não há necessidade de estar elegendo e procurando concretizar algum destino por mim conta. Os fatos estão acontecendo, o mundo continua girando - chame isso de Deus...   Ele está fazendo coisas. Elas acontecem por vontade própria. Não há necessidade de que eu trave alguma luta, faça qualquer esforço; não há necessidade de que eu lute por coisa alguma. Posso relaxar e simplesmente ser"   O homem essencial não é um fazedor. O homem acidental é um fazedor. Por isso, o homem acidental vive naturalmente com ansiedade, tensão, estresse, angústia, sentado o tempo todo sobre um vulcão. Esse vulcão pode entrar em erupção a qualquer momento, porque o homem vive num mundo de incertezas e acredita que pode tomar as coisas como certas. Isso gera tensão em seu ser: lá no fundo ele sabe que nada é certo.
O Tarô Zen, de Osho: Carta - Estres…
"Você só se harmoniza com as leis da prosperidade quando pode se libertar do medo da pobreza que faz você perseguir o dinheiro e colocá-lo em primeiro lugar, o que pode, durante uma fase da sua encarnação até fazer com que você acumule alguma coisa, mas não significa que a prosperidade lhe visitou. Porque ter coisas não significa ser próspero. O fato de você ter não significa que se harmonizou com as leis da abundância. É possível que a prosperidade e a abundância te visitem apenas se você se libertou do medo da escassez e experienciou a plenitude. Então, todo o tesouro do universo está a sua disposição, mas você não se apega a nada porque sabe que não é seu; apenas está ali para você usar e servir ao propósito divino. Essa é a verdadeira riqueza e a grande sabedoria: Você usufruir das belezas do mundo, mas não ser escravo dele". 
Sri Prem Baba
---
Segunda começo um novo ciclo, estou de trabalho novo. Muito bom ter seu currículo reconhecido e na primeira entrevista depois do úl…